Campanha eleitoral invade redes sociais; é preciso estar atento às regras

Campanha eleitoral de 2016 está liberada nas ruas e nas redes sociais. Isso significa que, além dos bandeiraços, das carreatas, das caminhadas e das propagandas gratuitas no rádio e na TV, o eleitor será bombardeado de informações em timelines e aplicativos de mensagens instantâneas. Como qualquer outro meio de comunicação, o uso das mídias digitais também tem regras e punições tanto para candidatos como para eleitores que desrespeitarem os limites de interação.

 

Saiba mais…